©2018 by Eté.

Design Isabela Avellar

São falsas as afirmações de que livro de Fernando Haddad defenderia “sexo entre pais e filhos”

October 16, 2018

Nos últimos dias, começaram a circular intensamente pelas redes sociais mensagens afirmando que o livro “Em Defesa do Socialismo”, do candidato Fernando Haddad, defenderia “o fim do tabu do incesto” e estimularia “o sexo entre pais e filhos”. Checamos a informação.

 

Ontem (15) a Editora Vozes, que publicou o livro de Fernando Haddad, emitiu nota oficial sobre o caso. A Vozes reafirma que, no livro, publicado em 1998, não existe o conteúdo que vem sendo compartilhado nas redes sociais. Além disso, destaca que as páginas que estão sendo divulgadas junto à capa do livro não pertencem à obra.

 

A informação falsa começou a circular quando Olavo de Carvalho, escritor com participação ativa na campanha contra Haddad e seu partido nas redes sociais, postou em sua página oficial do Facebook  a mensagem: “Estou lendo o livrinho do Haddad, onde ele defende a tese encantadora de que para implantar o socialismo é preciso derrubar primeiro o ‘tabu do incesto’. Kit gay é fichinha. O homem quer que os meninos comam suas mães”. Algum tempo depois, Olavo de Carvalho apagou a postagem e afirmou que “em sentido literal e material, não é exato o que escrevi às pressas num post que logo em seguida tirei de circulação, segundo o qual Haddad ‘defende’ ou ‘prega’ a prática do incesto”.  Na mesma mensagem, no entanto, insiste que o candidato estaria associado a uma corrente filosófica que defenderia, segundo ele, a prática.

 

             Post de Olavo de Carvalho, apagado posteriormente pelo próprio.

             A mensagem ainda circula pelo WhatsApp

 

Sobre o “kit gay”, também citado por Olavo de Carvalho, destacamos que na noite de ontem (15) o Tribunal Superior Eleitoral determinou a remoção dos vídeos postados no Facebook e no YouTube em que o candidato Jair Bolsonaro, do PSL, aparece denunciando a suposta distribuição de livro com conteúdo sexual pelo MEC para escolas. O ministro Carlos Horbach concluiu que o vídeo gera desinformação e prejudica o debate político, já que o livro jamais foi distribuído pelo MEC. Aqui, você confere a checagem feita pela Eté sobre o tema em agosto.

 

No último sábado, 13, Carlos Bolsonaro, filho do candidato do PSL à Presidência e vereador no Rio de Janeiro, publicou em sua conta oficial no Twitter uma imagem com o post de Olavo de Carvalho sobre o livro de Haddad, acompanhada do texto: “É isso que você quer ver governando o seu país? Mais uma das milhões de verdades que os bandidos te omitem”. Assim como o escritor, o vereador apagou o post posteriormente. Os posts de Olavo de Carvalho e Carlos Bolsonaro, no entanto, já haviam sido compartilhados milhares de vezes antes de serem apagados.

 

 

 

Pelo aplicativo WhatsApp, continuam a circular mensagens com o texto assinado por Olavo de Carvalho.

 

Please reload

Posts Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload

Tags

Please reload