©2018 by Eté.

Design Isabela Avellar

Alvaro Dias: "Em 10 anos, de 2006 a 2016, o Brasil sepultou 342 mil jovens assassinados, sete vezes mais do que o número de soldados que morreram na Guerra do Vietnã"

August 30, 2018

 

Em matéria no Estadão (27/8) o candidato a presidente afirmou que "Em 10 anos, de 2006 a 2016, o Brasil sepultou 342 mil jovens assassinados, sete vezes mais do que o número de soldados que morreram na Guerra do Vietnã".

 

O candidato chegou quase perto da primeira informação e da segunda ele usou uma versão que já foi contestada por diversos historiadores e dados oficiais. Por isso, consideramos a informação:

 

 

 

 

De acordo com o Mapa da Violência 2018, em 2016, o Brasil alcançou a marca histórica de 62.517 homicídios, segundo informações do Ministério da Saúde (MS). Isso equivale a uma taxa de 30,3 mortes para cada 100 mil habitantes, que corresponde a 30 vezes a taxa da Europa. Apenas nos últimos dez anos, 553 mil pessoas perderam suas vidas devido à violência intencional no Brasil. Entre 2006 e 2016, focando na população jovem, este número chega a 324.967. Portanto, esta informação, embora um pouco imprecisa, pode ser considerada verdadeira.

 

Já em relação às mortes no Vietnã, a informação está errada. De acordo com a Enciclopédia Britânica,  cerca de 2 milhões de civis em ambos os lados e cerca de 1,1 milhão de combatentes norte-vietnamitas e vietcongues foram mortos. Esta contagem divulgada na publicação é a versão do Governo Vietnamita publicada em comunicado oficial em 1995. Já no site oficial dos EUA, o país contabiliza 58,220 de mortes oficiais de soldados americanos em decorrência da guerra que se estendeu de 1959 a 1975 entre o antigo Vietnã do Sul, aliado aos EUA e Vietnã do Norte que recebia apoio da União Soviética e da China

Please reload

Posts Recentes

Please reload

Arquivo

Please reload

Tags

Please reload