Nossa Metodologia

Viemos do jornalismo investigativo. Defendemos uma atividade jornalística pautada pelo questionamento e pela fidelidade aos fatos de interesse público, que busque promover informação de qualidade e fomentar o debate democrático entre a sociedade civil.

​ 

Nossa metodologia parte da avaliação de veículos impressos e digitais de circulação nacional, monitoramento de dados públicos e redes sociais. A partir daí, selecionamos pautas relevantes. Informações, declarações de autoridades e/ou conteúdos digitais são escolhidos para a checagem. Entramos em contato com fontes especializadas, dados e instituições públicas para conferência do conteúdo. Depois disso, publicamos as informações conferidas. Nossos critérios de seleção, além do recorte voltado para gênero e direitos humanos, também passam pela avaliação de relevância social, impacto político e de visibilidade. 

 

Em nosso processo de trabalho, buscamos também indicar a origem da publicação, quando possível; consultar as partes envolvidas no conteúdo; e buscamos dados públicos e informações oficiais relacionadas ao tema a ser apurado. Antes de ser publicado, todo conteúdo passa pelas mãos de dois editores para a conferência das fontes consultadas, além da revisão textual e do selo aplicado, que deve ser consensual a todos os envolvidos no processo.

 

Buscamos indicar, em toda checagem, o seu processo de elaboração e a consequente atribuição do selo, disponibilizando todos os links ao longo do texto e permitindo que o/a leitor/a faça o mesmo caminho do jornalista checador. Entendemos que com esse processo o/a leitor/a tem acesso à informação da maneira mais clara, didática e transparente possível. É essencial, para nós, que nossos leitores e leitoras possam compreender todo o processo de checagem e o que significa cada selo atribuído aos conteúdos checados. 

 

Nossa política de correção de erros é direta e clara. Se erramos, corrigimos no próprio texto original e deixamos isso claro na postagem. Disponibilizamos, em nosso site e redes sociais, canais de contato para que leitores, leitoras e quaisquer interessados possam nos comunicar sobre erros. A apuração para a identificação dos erros é feita de acordo com a mesma metodologia das checagens, sendo conduzida por uma jornalista responsável e revisada por duas editoras. 

 

Não checamos opiniões, previsões, questões de foro íntimo, futurologia, previsões sem base científica, crenças e costumes. Selecionamos o que consideramos de mais relevante e possível de ser checado, como dados, declarações de autoridades, informações históricas, estatísticas, números e legalidades.

 

Nossa equipe tem como pressuposto ouvir todos os lados envolvidos no conteúdo abordado pela checagem, sempre procurando apurar todas as versões e expô-las, quando possível. Não levantamos bandeiras partidárias tampouco opiniões sobre qualquer assunto. Nosso principal objetivo, como diz em nosso slogan, é  combater a desinformação e promover a diversidade.

 

Sempre que publicamos uma checagem incluímos uma avaliação, que chamamos de selo. Até o momento a Eté trabalha com cinco diferentes selos, que estão em constante discussão a aprimoramento. São eles:

quando a informação pode ser verdadeira, mas não faz parte do contexto atual por ser antiga ou não estar relacionada ao assunto em que foi apresentada.

a informação não é falsa, mas para ser verdadeira carece de complementações

quando as informações podem ser comprovadas e não carecem de complementação

oposto do selo verdadeiro. Quando os dados não se sustentam e há como desmenti-los por informações disponíveis. 

quando a informação não está totalmente certa por erro de precisão numérica ou hipérboles.

Se você discorda de alguma checagem, quer apresentar algum dado complementar ou sugerir alguma verificação, por favor, entre em contato pelo email etechecagem@gmail.com

  • Instagram - White Circle